Categories

Página inicial > AÇÃO TERRA > Reforma Agrária > A questão agrária e o campesinato na revolução russa de 1917

Exposição no Seminário “Construção histórica da pedagogia socialista. O legado da revolução russa de 1917 e os desafios atuais”

12 de maio de 2017
LRAN

A questão agrária e o campesinato na revolução russa de 1917

Horacio Martins de Carvalho

Para se compreender a questão agrária e o campesinato na revolução russa de 1917, levando-se em conta os principais debates da época e as lições políticas que se poderá inferir para o momento atual, será minimamente necessário que se trate de alguns episódios da transição do regime de servid

1. Elementos históricos e conceituais

É o seguinte o conceito de campesinato que utilizo como referência, considerando-se as formações econômicas e sociais sob a dominação e hegemonia do modo de produção capitalista: “Entendo por camponesas aquelas famílias que, tendo acesso a terra e aos recursos naturais que esta suporta, resolvem seus problemas reprodutivos a partir da produção rural--- extrativa, agrícola e a não agrícola --- desenvolvida de tal modo que não se diferencia o universo dos que decidem sobre a alocação do trabalho, dos que sobrevivem com o resultado dessa alocação.”

titre documents joints

Comentarios

Responder a esta matéria